Sem rótulos, por favor!

Ouvir: “nossa como você mudou”. Geralmente é comum vindo de pessoas que fizeram algo para você mudar ou ao menos tratar essa pessoa de forma diferente. Mas o que me deixou intrigada foi ouvir isso de um conhecido. Aparentemente sem motivos. Logo questionei para saber os motivos e adivinhem? Realmente não tinha e eu continuava a mesma. A diferença alegada na verdade era característica minha, mas até então desconhecida pelo colega.

A medida que você se aproxima de alguém, a pessoa passa a te conhecer de perto e deixa de lado aquela imagem criada num primeiro momento. Alguns entendem que não te conhece ainda, enquanto outros falam que você mudou.

Quando o tal colega citou a rede social como referência para me descrever, eu ri. Gostaria muito de ter a vida badalada como meu Facebook mostra e queria ser tão gata como meu Instagram me apresenta. Gosto de sair, gosto de viajar, beber com amigos, conhecer pratos novos, mas vou além. Ah mas se você só posta isso? Sim, e daí? Não acho necessário postar que estou estudando esse fim de semana ou essa noite, isso tira até a concentração. A cada curtida ou comentário você vai querer dar uma espiadinha. Então, vai postar pra quê?

Da mesma forma que essa pessoa ficou surpresa em saber que há finais de semana que prefiro ficar em casa com alguma série ou livro, tem aqueles mais chegados que falam que sou a rainha das desculpas para não sair. Já me chamara de nerd. nada contra essa categoria até simpatizo (sou casada com um haha), mas só porque leio, assisto mil séries ao mesmo tempo, amo filmes, super heróis, enfim…pensando bem talvez eu seja um pouco, mas não só pelos meus óculos.

Antes de sair rotulando é preciso conhecer. Certa vez me chamaram de “patricinha nerd”.Oi? Como assim? Isso é possível? Sinceramente não sei.  Publico e compartilho conteúdos diversos aleatoriamente, quando tenho vontade e acho engraçado.

Por fim, vejo que o prejulgamento difere de pessoa para pessoa. Depende de quem vê. Para uma pessoa que não saí, sair uma vez ou outra… talvez seja coisa de gente baladeira. Assim como para quem não tem o hábito da leitura, talvez seja coisa de nerd reservar um tempo para seus estudos ou apenas ler como hobby.  Então a opinião dos outros é apenas deles. Sem neuras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s