Ah, o amor…

Quando você lê ou assiste uma história linda de amor, qual a primeira coisa que você pensa? Seja sincero! Muitos devem pensar: “isso não existe” ou “amor assim só na TV mesmo”. Quem arriscaria falar: “quero um desses pra mim!”? Parece bobeira mas é um assunto que vira e mexe entra em discussão. Seja no trabalho ou na mesa do bar com as amigas.

Anúncios

Eu não sou um homem fácil

O Eu Não Sou um Homem Fácil (Netflix) inicia como uma comédia comum, porém no decorrer da trama o filme tira o telespectador da zona de conforto. Algumas cenas são hilárias e tiram muitos risos, mas fica claro que esse não é o objetivo do filme. É apenas uma ferramenta para provocar a audiência.

Encontro às escuras

Essa história saiu durante uma rodada de conversa entre amigas. Uma das presentes relatou que marcou um encontro no cinema com um homem que mantinha conversa por um aplicativo de paquera pelo celular. Com receio de ir sozinha  convidou uma amiga para acompanhar nesse primeiro encontro cara a cara.

Achadinho da semana: Meu sorriso

Nesta segunda, dia 16, fará um mês que recebi o maior golpe da minha vida. Me senti desolada, confusa, perplexa, fracassada, medo, enfim inúmeros sentimentos ruins que me fizeram recolher por um tempo. Evitei sair e tirar fotos porque eu simplesmente não conseguia sorrir. Meu rosto geralmente estava inchado. Vivi meu momento de luto e reflexão, necessário a cada acontecimento drástico que ocorre em nossas vidas.

A morte de uma relação

A dor de uma separação acredito ser semelhante à da morte. Sim, pode parecer exagero em um primeiro momento. Mas, vamos são rompimentos trágicos. Você se separa de uma pessoa que estava sempre ao seu lado. Ao deitar e levantar ou ao menos deveria estar. O problema é que ao romper a relação vocês continuam vivos. Como companhia tem a dor, a saudade, o desprezo, mágoa, aqueles sentimentos de amor e ódio que ficam oscilando e te fazem enlouquecer.

Sem meios termos

Dizem que meninas gostam de rosa e meninos de azul. Eu gosto de rosa, azul , preto e vermelho. Não dá para rotular as pessoas ou tentar padronizar as coisas. Cada pessoa é única e tem gostos diferenciados. Particularidades que nos fazem especiais e singulares. Minha personalidade é forte, talvez eu seja exagerada em algumas coisas e práticas para outras.